ENTRE O PRAZER E O SIGNIFICADO

quarta-feira, maio 24

Brinquedos Ópticos 3

Eugenia Maximova

O leitor de contadores

Estava a dormir ferrado e a campainha tocava com uma insistência desgraçada. Lá me levanto e, furioso, olho para ver quem estava à porta. Pelo boné e pela pinta parecia o homem da luz. Lá lhe abri a porta. Diz ele:
‘- Bão dia! Era para a leitura do contador.’
Quando me preparo, meio envergonhado por ainda estar de pijama, para lhe dar acesso ao contador da luz, diz ele:
‘- Nãaaa amigo! O senhor ainda está a dormir. Eu não quero fazer a leitura do contador da luz, eu vim fazer a leitura do contador do blog!’
De repente, alguns neurónios finalmente acordaram e, pasmado, pergunto ao homem porque é que não faz a leitura pela Internet.
‘- Ó amigo, eu lá tenho tempo para a Internet. Sabe a quantidade de contadores de blogs que eu visito todos os dias?’
Nem me atrevi a responder. Pela dimensão da blogosfera, presumi logo que deviam ser muitos. Enquanto estava nestes pensamentos, o homem lá analisava o meu contador, quando de repente dispara:
‘- Éeeeee lá! Isto tá mau! Já viu, tem oitenta e tal postes e uma miséria de visitas! Tenho que avisar a central. Bamos ter que fechar isto.’
Assustado, insisti com o homem para me deixar a loja aberta. Diz ele:
‘- Bem, como você tem cara de bom rapaz, eu vou deixar passar. Mas tem que ser visitado mais vezes. Vou-lhe contar um segredo para resolver o problema.’
Baixou a voz e disparou:
‘- Ó homem visite-se a si próprio! Vá ter consigo mais vezes.’
E foi-se embora.

2 comentários:

knuque disse...

são este tipo de histórias com as quais me identifico... abraço mano

paralelo/36 disse...

Jove! Isto é do melhor.

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’