ENTRE O PRAZER E O SIGNIFICADO

quinta-feira, fevereiro 7

Fechar os olhos, quebrar os gestos e deixar-se ir.

Moçambique. Maio.2007

'Nem sempre viajei para sul, mas nada vi de tão extraordinário como o sul. O sul é uma porta de avião que se abre e um cheiro inebriante a verde que nos suga, o calor, a humidade colada à pele, os risos das pessoas, o ruído, a confusão de um terminal de bagagens, um excesso de tudo que nos engole e arrasta como uma vaga gigantesca. Apetece fechar os olhos, quebrar os gestos e deixar-se ir.'
Miguel Sousa Tavares. Sul.


Até meados de Março a minha terra volta a ser vermelha. Até breve! Bons voos.

6 comentários:

margarida disse...

Sentiremos a tua falta. Não te esqueças de voltar.

angela disse...

até breve :)

Anónimo disse...

auguri

klaudia disse...

deixa-te pintar por essa cor de terra,
para depois nos tocares com as novas cores que fizeres

Fernanda disse...

Estou cheia de saudades tuas!
A bateria está a descarregar...preciso urgentemente voltar ao contacto...
Até breve com carinho com afecto...

Dalaila disse...

Boa viagem na cor vermelha

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’