ENTRE O PRAZER E O SIGNIFICADO

sábado, novembro 28

O Grande Teatro do Mundo 30

.
.
.


.
.
Paisagens em Trânsito
.
Criação e interpretação: Patrick Murys
Circolando
.
.
.
'No átrio de uma estação de comboios imaginária, há um homem carregado de malas. O comboio não chega. Desesperado, o homem abre uma mala atrás da outra, revelando pedaços da sua vida. A linha de comboio une as pontas à história. Começa no mesmo ponto onde termina. Pelo meio atravessa, invísivel, o mundo interior do viajante. Será mesmo um viajante? O condutor do comboio? O guarda da estação? Personagens que nos ajudam a construir o nosso próprio comboio e seguir viagem.'
.
.
In Programa da peça

2 comentários:

O Santo Forte disse...

TEATRO SEMPRE É BOM...

Anónimo disse...

ha coisas fantásticas não ha???
as experiencias emocionais do "circolando" levam-nos a vivencias...sensoriais mt para alem do imaginavel....

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’

‘Ever tried. Ever failed. No matter. Try Again. Fail again. Fail better.’